Combustíveis com baixo teor de carbono, essenciais em vários setores dos transportes

 

 

“Os combustíveis líquidos de baixo carbono serão essenciais durante a transição energética e para além de 2050, garantindo a segurança do abastecimento, fornecendo uma opção ao consumidor e permitindo também a liderança industrial da Europa”, refere John Cooper.

 

Para o diretor-geral da associação que representa a indústria de refinação da União Europeia e que integra a portuguesa Apetro — Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas, John Cooper foi estabelecida “uma via ambiciosa para permitir que o transporte contribua para a ambicionada neutralidade climática da UE até 2050, com base na expansão do fornecimento e utilização de combustíveis líquidos com baixo teor de carbono, em vários setores dos transportes”.

O objetivo é que em 2050, o mais tardar, “cada litro de combustível líquido para transporte poderá ser neutro em termos climáticos, permitindo assim a descarbonização do transporte aéreo, marítimo e rodoviário”, lê-se no documento elaborado pela FuelsEurope “Combustíveis limpos para todos”.

 

Para saber mais sobre o que pensa John Cooper  AQUI